Notícias

12/02/2021 10:39

Impacto de COVID-19 na gravidez

COVID-19 é uma doença emergente causada pelo coronavírus 2 da síndrome respiratória aguda grave (SARS-CoV-2). Considerando as mudanças na fisiologia e imunologia do organismo materno, as mulheres grávidas podem ter um risco maior de serem infectadas com SARS-CoV-2 e desenvolver eventos clínicos mais complicados.

No entanto, os dados sobre as características clínicas do COVID-19 em mulheres grávidas são limitados. Apesar dos dados limitados sobre COVID-19 durante gravidez, informações sobre doenças associadas a outros coronavírus altamente patogênicos SARS e MERS fornece insights sobre o efeito do COVID-19 durante a gravidez. 

Os sintomas da covid-19  em mulheres grávidas são semelhantes a de mulheres não grávidas.  Além disso, as  grávidas não parecem ter um risco maior de contrair COVID-19 ou sofrer de doença mais grave do que outros adultos da mesma idade. Atualmente não há evidências de que o vírus possa ser transmitido ao feto durante a gravidez ou durante o parto. Bebês e crianças pequenas também tem apresentados apenas formas leves de COVID-19. 

Outro estudo também relatou que mulheres grávidas com COVID-19 a pneumonia tinha doença mais branda e boa recuperação.  Os sintomas mais comuns em mulheres grávidas com COVID-19 são febres (68%) e tosse (34%), outros sintomas, incluem dispneia (12%), diarreia (6%) e mal-estar (12%).

Estas manifestações clínicas são semelhantes àquelas em mulheres não grávidas. A maioria das mulheres grávidas são mais jovens que a meia-idade; no entanto, é importante considerar o impacto potencial da diabetes e hipertensão arterial pré-existentes nos resultados de COVID-19 em mulheres grávidas. Os primeiros dados de pneumonia pelo COVID-19 em gestantes mostraram uma taxa semelhante de admissão em unidade de terapia intensiva (UTI) para o mulheres não grávidas, e maiores taxas de prematuros e cesarianas.

O parto em gestantes com o Covid 19 - Em vários estudos não foram constatadas nenhuma evidência de SARS-CoV-2 no sangue do cordão umbilical, placenta, e / ou líquido amniótico. Como não houve evidência de transmissão vertical, a infecção pelo COVID-19 não é uma indicação para cesariana. O modo e o momento do parto devem ser individualizados com base na gravidade da doença, cormobidades existentes e indicações obstétricas. 

No entanto, a transmissão de gotículas pode ocorrer por meio de contato próximo durante a amamentação. Mães que desejam amamentar diretamente das mamas são encorajadas, com cuidadosa higiene das mãos e uso máscara cirúrgica durante amamentação, pois uma mãe infectada pode transmitir o vírus através de gotículas respiratórias durante amamentação.

Referência: International Journal of Medical Sciences 2021; 18(3): 763-767. doi: 10.7150/ijms.4992


T tulo fixo
T tulo fixo
T tulo fixo

Endereço

Rua Alberto Velho Moreira, 220
Bandeirantes
Cuiabá / MT

Telefones

65 3623-9135
65 99681-9135

Atendimento Imprensa

65 99972-8268

T tulo fixo
vers�o Normal Vers�o Normal Painel Administrativo Painel Administrativo